top of page

Vida é Presença – O Movimento da Presença

“Presente fique e sinta o que vier”

O Movimento da Presença


Para “alcançarmos” um estado de presença, o movimento é uma “ação essencial”. “O movimento” que “levou você” até a plantinha para a qual ficou “olhando por 15 minutos”, por exemplo, “preparou” sua “mente” para esse “novo foco”. Essa “ação” que a princípio “parece pequena” é “suficiente” para lhe “ajudar” a se “manter presente”. O “mesmo acontece” quando você se “senta para meditar” ou escolhe um “ambiente sem

interrupções para ler”.

“Movimente-se” e “observe”. O passado “já foi”, então “siga em frente”. As “paralisias do presente” muitas vezes “estão ligadas” à discordância “com o que aconteceu há anos”, à “não aceitação”, “ao julgamento” e “às críticas” que “não tiveram resolução”. Por isso, “não ocupe” sua “mente” com “outro tempo” (passado que não volta). Além “daqueles” que “estão presos” a situações do passado, que “os impedem” de avançar (reflitam), temos também as pessoas que estão “tão preocupadas com o futuro” que acabam “deixando” estes “pensamentos” gerarem “ansiedade”, “paralisando-as” em um “espaço vazio”.


Por vivermos “cheios” de “expectativas” e “exigências”, temos “dificuldades de viver no presente”. Logo, “as compulsões”, “a agitação” e “o estresse acontece”. Entenda que “a exigência” “não cria o movimento”; “pelo contrário” ela cria uma imagem idealizada “de perfeição” de “como a sociedade acredita” que deveria ser “seu relacionamento”, por exemplo. “Pensar assim” é se “manter no ego”, “criar padrões”, “molduras”, “viver no aquário”, como já refletimos anteriormente. Neste caso, o aquário que nos traz uma sensação de conforto e domínio “é falso na vida real”.


Você está vivo, então “não se angustie”. O “fluxo natural da vida” lhe mostrará “como resolver” o que “está fora” do seu alcance, no “momento certo”. Preocupe-se “ao presente”, “à realidade”.

“Quando surgirem” diversos questionamentos sobre “relacionamento”, “carreira” e “filhos” e você não souber como resolver, “foque no presente”. O que você pode fazer agora? Por exemplo, você está no primeiro encontro, conhecendo uma pessoa nova, conversando, rindo e se divertindo, “quando, de repente, sua mente” o domina com o pensamento com o futuro (casamento, filhos, casa própria e até mesmo divórcio). “Neste momento”, foque-se no que “você está vivendo aqui e agora”, do seu companheiro, no papo entre vocês, na comida que está na mesa. O que cabe a “você hoje” é “estar presente”.


Fique na presença: “suportar o presente é suportar a vida real.”


Presença “é aceitação” e “concordância” com aquilo que “é possível”. Somente o agora é possível, é tudo o que somos e temos. Quem diz “sim para o agora”“vive o amor” e passa “pela dor”. Se estamos “conscientes” e “presentes”, lidamos melhor com “os nossos conflitos”. Diga adeus “ao passado” e “abra-se” para aquilo que “é possível”. Para “a vida agora” exatamente do jeito “que ela é” – bem “diferente do planejado” -, que nos “obriga a lidar” com “aquilo que temos”.

O que vai “além do presente” é “fantasia”.


Autor: Marcel Scalko

Comments


Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Siga
  • LinkedIn Social Icon
bottom of page