top of page

LIDERANÇA – Checando a Realidade

No livro Managing in Turbulent Times (Administração em períodos de turbulência), Peter Drucker escreve: Um período de turbulência é muito perigoso. Mas o maior perigo é tentação de negar a realidade.” Para evitar este perigo, há alguns anos elaborei as perguntas a seguir. Elas me ajudam a lidar com fatos desagradáveis. Talvez possam ajudar você também:

1. Qual é a realidade desta situação? Outros concordam com minha avaliação?


2. Sou capaz de identificar cada questão envolvida? Posso destrinchar a realidade para compreendê-la melhor?


3. As questões podem ser resolvidas? Separe o que pode ser resolvido do que não pode.


4. Quais são as minhas opções? Estabeleça um plano de ação. Estou disposto a seguir o plano de ação? Meu compromisso como líder é essencial.


5. Minha equipe seguirá o plano de que elaborei? O compromisso dos membros da equipe, na condição de líderes, também é essencial.

Essas perguntas me obrigam a olhar realisticamente para as questões, em vez de evita-las, e encará-las de uma maneira positiva.


Como líderes, as coisas que fazemos (ou deixamos de fazer) sempre geram consequências. Podemos tentar manter uma imagem ou um estiolo de vida irreal, mas, um dia, teremos de pagar o preço real por isso. Não dá para evitar. Esse foi o meu caso. Depois de anos de perdas em minha empresa, tive de vender uma parte uma parte considerável dos dividendos de um investimento para cobrir esse prejuízo. Cada centavo saiu do meu bolso. Alguém já disse: “Você pode enganar algumas pessoas o tempo todo e todas as pessoas por algum tempo, e isso devera ser suficiente. Como líder eu era uma pessoa enganada. E o pior de tudo era que o culpado era eu mesmo! O maior tolo do mundo é aquele engana a si mesmo.


Fonte: John C. Maxwell



Komentáře


Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Siga
  • LinkedIn Social Icon
bottom of page